• contato@superconconcreto.com.br
  • (14) 3281-3838
0_builder-pouring-cement-from-a-cement-mixer-N9KU4XY

Vendas de cimento crescem 11,8% em meio a pandemia

Apesar da pandemia da Covid-19 estar afetando diversos negócios, o comércio de cimento vai muito bem. De acordo com o Sindicato Nacional da Indústria de Cimento (SNIC), apenas no mês de fevereiro de 2021, as vendas no setor cresceram 14% em relação ao mesmo mês de 2020, totalizando 4,7 milhões de toneladas vendidas.

As vendas por dia útil – indicador que considera os dias trabalhados como forte influência no consumo de cimento -, também foi um fator importante analisado. Neste ano, a maioria dos estados não teve feriado de Carnaval, aumentando assim, o número de dias úteis. Com isso, a comercialização do produto foi de 234,1 mil toneladas, resultando em um aumento de 5,4% comparado ao mês anterior e de 16,4% em relação a fevereiro de 2020.

Vale ressaltar que os estados que aderiram ao feriado de carnaval suspenderam as atividades nos dias de festas, não sendo, portanto, contabilizados como abertura de comercialização.

A alta no número de vendas foi possível graças às favoráveis condições climáticas, as manutenções de obras imobiliárias e a autoconstrução. O economista do Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (CNC), Flávio Guimarães, esclarece que os meses seguintes ainda estarão em aquecimento, mas que a desvalorização da moeda brasileira pode reverter tudo. “Para piorar a situação, o mundo enfrenta uma forte pressão nos preços das commodities, que no Brasil se agrava devido à forte desvalorização do real, impactando diretamente na indústria do cimento”, esclarece.

O economista enfatiza ainda que o fim do auxílio emergencial e novas medidas de circulação podem tornar o cenário desfavorável. “É fundamental acelerar a vacinação da população e aprovar as reformas estruturantes para que haja retomada no crescimento econômico do País”.

No acumulado de doze meses, a região Centro-Oeste apresentou o maior crescimento em vendas de cimento, totalizando 17,2%. Com a população passando mais tempo dentro de casa, alguns decidiram aproveitar para fazer autoconstrução.

O setor de varejo de material de construção foi considerado serviço essencial por lei Federal. O decreto foi publicado no dia 28 de abril de 2020 no Diário Oficial da União.

Fonte: Brasil 61

Leia Mais
2020-05-22t182451z_1_lynxmpeg4l1sw_rtroptp_4_health-coronavirus-astrazeneca-oxford

Saúde inclui trabalhadores da construção civil e da indústria como prioritários para vacina

O Ministério da Saúde incluiu na última sexta-feira (22) trabalhadores da indústria e construção civil na lista de grupos prioritários no plano de vacinação contra a Covid-19. Ao todo, esse grupo representa 5,3 milhões de pessoas. As informações são da Folha.

Segundo a reportagem, a pasta também incluiu trabalhadores de transporte aéreo e aquaviário e trabalhadores portuários entre os grupos previstos para serem vacinados com prioridade.

(mais…)

Leia Mais
Construção-Civil-em-2019

PIB da construção civil deve crescer 4% em 2021

Depois de um ano de retração por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19), a construção civil deverá ter, em 2021, o maior crescimento para o setor em oito anos. Segundo projeções divulgadas hoje (17) pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic), o Produto Interno Bruto (PIB) do segmento deve avançar 4% no próximo ano, depois de recuar 2,8% em 2020.

(mais…)

Leia Mais
mercado-da-construção-civil-em-crescimento

Setor da construção gerou 17.270 novos empregos em junho, segundo Caged

Conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pela Secretaria de Trabalho da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, o setor da construção civil gerou 17.270 novos empregos em junho no País, o melhor resultado desde fevereiro, quando 25.837 novas vagas haviam sido criadas. Foram registradas 113.162 admissões e 95.892 desligamentos.

(mais…)

Leia Mais
antonio_cruz_casa_popular

Confiança da construção recupera em maio e junho parte das perdas de março e abril

O Índice de Confiança da Construção (ICST), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV Ibre), subiu 9,1 pontos em junho e atingiu 77,1 pontos. É a maior variação positiva da série histórica e o segundo mês seguido de recuperação. O indicador de maio e junho conseguiu recuperar 43% das perdas ocorridas em março e abril por causa da pandemia de covid-19.

(mais…)

Leia Mais
construcao-civil-acelera-ritmo-em-2020-1581429306

Setor da construção civil está apreensivo com os rumos dos negócios

Os setores de construção civil e do mercado imobiliário apostam que serão fundamentais para a retomada da economia no pós-pandemia. Por injetarem recursos e gerarem empregos, rapidamente, para mão de obra sem qualificação, têm potencial de absorver parte dos desempregados e fazer a roda do consumo girar. Contudo, temem que os projetos de lei  que tramitam no Congresso Nacional, de proteção aos inadimplentes, tirem a capacidade de investimento no setor.

(mais…)

Leia Mais
Construção-civil_Kwangmoozaa_Istock-930x620

Após crescerem em março, vendas na construção civil caem 40% em abril

A crise do novo coronavírus interrompeu o ciclo de recuperação do setor da construção civil, que é um dos principais empregadores do país. Pesquisa divulgada pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic) explica que o setor estava crescendo até março deste ano, mas já calcula um baque de quase 40% nas vendas em abril. Por isso, 79% das construtoras pretendem adiar os próximos lançamentos imobiliários.

(mais…)

Leia Mais